Arquivo da categoria: Whey Protein

“Brigadeiro” Fitness

E aqui vai mais uma receita Fitness para os “marombeiros” (as) de plantão que vivem em dieta!

 

Ingredientes:

• 120gramas de batata doce cozida e amassada com garfo;

• 40 gramas de whey protein/caseína/mix protéico de chocolate;

• Meia barra proteica ralada

 

Modo de preparo:

• Misturar a batata doce com a proteína de chocolate até formar uma massa homogênea;

• Deixar na geladeira por meia hora;

• Modelar  bolinhas com auxilio de 2 colheres de café, passando de uma para outra até dar formado arredondado;

• Passar na barra proteica ralada dando efeito de granulado.

 

Dicas

• Batata doce roxa é mais doce que a branca, portanto mais indicada para receita;

• Gele a barra proteica para facilitar na hora de ralar;

• Aumente ou diminua proporcionalmente a quantidade da receita de acordo com sua necessidade de ingestão;

• Use criatividade para variação do saber da barra proteica ralada, chocolate, amendoim, coockies, entre outras.

Sorvete Proteico de Banana em 5 passos!

Aprenda a fazer Sorvete Proteico de Banana em 5 passos!

 

Boa tarde pessoal, a receita de hoje é de um Super Sorvete Proteico de Banana  muito simples de se fazer porém muito saboroso e o mais importante, totalmente saudável!

 

Passo  1:

Descascar algumas bananas  (A quantidade fica a seu critério).

Passo 2:

Colocar as bananas no congelador e deixar por aproximadamente 8 ~ 10 horas.

Passo 3:

Coloque as bananas no liquidificador e vá batendo devagar até  ter uma consistência cremosa

Passo 4:

Adicione Whey Protein do sabor que preferir e bata mais um pouco apenas para misturar

Passo 5:

Degustar! RS

 

Obs: Você pode adicionar frutas para complementar seu sorvete proteico!

 

Gostaram?

Fiquem ligados nas dicas do blog e nas promoções da Corpo e Suplemento

 

Por: Luís Josiaqui

Receita de Pão Protéico, Low Carb

Aprenda a fazer um pão caseiro super prático, e o melhor de tudo que além de delicioso, é protéico. Pode ter o sabor que desejar, é low carb, protéico, sem lactose e sem glúten. Veja logo a baixo a receita:

Ingredientes

– 250g de claras de ovo;
– 100g de whey protein (sabor que desejar, foi usado o de chocolate);
– 70g de farinha de côco (pode-se usar também Amêndoas trituradas, na mesma quantidade);
– 50g de aveia laminada (pode substituir por côco desidratado caso deseje reduzir bem os carboidratos da receita e tirar o glúten);
– 25g de xarope de Ágave (pode ser substituído por adoçante de cozinha);
– 2 colheres de sobremesa de fermento químico;
Óleo de coco para untar a forma caso não seja anti-aderente.

Modo de Preparo

1. Misture o whey e as claras até virar uma massa homogênea;
2. Adicione a farinha de côco e o fermento e misture bem;
3. Adicione a aveia (ou o côco), o Ágave (ou o adoçante) e continue misturando;
4. Unte a forma com o óleo de côco (ou não, caso seja antiaderente) e coloque a massa;
5. Coloque entre 15 e 20 minutos (a partir de 15 começa a ficar no ponto já) a 175ºC no forno, eu fiz o meu na bandeja mais distante da chama.

Fonte: Nutricionário
 
Por: Taís Tie Minamihara

Receita de Brigadeiro Protéico

Já falamos em alguns posts anteriores sobre o Whey Protein e Whey Protein Isolado, agora vamos dar uma dica de receita que podemos fazer com o Whey.

Para quem quer se deliciar comendo doces sem sair da dieta, não se martirize!ScoopWhey

Use sua criatividade, existem várias receitas ótimas, por exemplo:
“Brigadeiro de Whey Protein” pois além de saboroso, prático, rápido, o custo é baixo, e ainda é muito nutritivo e rico em proteínas.

Vou falar de duas receitas de Brigadeiro de Whey Protein, que pode ser consumido como sobremesa, nas horas que dá aquela vontade de comer doce e também pode ser optado como um pós treino:

 

Brigadeiro de Whey Protein (Batata Doce)

Ingredientes:
– 100g de Batata Doce
– 30g de Whey Chocolate de sua preferência
10g de Cacau em pó ou 1 barrinha de proteína ralada para decorar.

Modo de preparo:

Cozinhe a batata doce, depois de cozida amasse e acrescente Whey e misture com as mãos até ficar bem homogêneo. Depois faça bolinhas, se preferir pode finalizar passando no chocolate em pó ou na barrinha ralada para decorar.

 

Brigadeiro de Whey Protein (Óleo de Côco)

Ingredientes: (Porção de 1 brigadeiro)
– 30g de Whey Protein de chocolate (da sua marca preferida).
– 1 colher de chá de Óleo de Côco (Consistente).
– Ingrediente extra: Castanhas ou avelã ou granola, etc.

Modo de preparo:
Em uma xícara, adicione 30g de whey protein, adicione 1 colher de óleo de coco. Misture bem até formar uma massa com a consistência parecida com a de um brigadeiro. Adicione na massa o ingrediente extra (castanha, avelã, granola, etc.), enrole-o em uma vasilha com um pouco de Whey potrein e enfeite com o ingrediente extra que você escolheu.

Tabela nutricional (média):
Proteínas 25,3g
Carboidrato 4g
Fibras 1,1g

 

Dicas:

Brigadeiro WheyP

– Dica principal é usar Whey que seja de boa qualidade com sabor que te agrade!
– Batata doce roxa é mais doce que a branca, portanto mais indicada para receita.
– Gele a barra proteica para facilitar na hora de ralar.
– Aumente ou diminua proporcionalmente a quantidade da receita de acordo com sua necessidade de ingestão.
– Use criatividade para variação da receita base, tente com Whey Protein sabor morango, banana, baunilha.
– Faça variações do “granulado” de diversos sabores, coco ralado, castanhas, pistache, amêndoas, etc.

 

Onde achar o Whey Protein?

Em nosso site Corpo e Suplemento. Temos variedade de Whey Protein Concentrado, Whey Protein Isolado, Whey Protein Hidrolisado. Com vários sabores diferentes, para você usar e ousar a criatividade fazendo brigadeiros coloridos, saborosos e diferentes.

 

Informações retiradas: Treinonutricaoebeleza.com.br/ Vestindosaude.com.br
 
Por: Taís Tie Minamihara

Proteína da Carne Isolada X Proteína do Soro do Leite Isolado

Hoje em dia existem vários tipos de proteína, o que pode confundir muitos consumidores na hora de fazer a escolha.
A maioria das pessoas que treinam hoje em dia, optam por usar algum tipo de proteína para fazer a reconstrução muscular, para atingir resultados melhores e mais rápidos.
Vamos falar hoje da Proteína da Carne Isolada e da Proteína do Soro do Leite Isolado, qual será que é a mais apropriada para você? Vamos lá…

 

Proteína da Carne Isolada

Raw meat
A Proteína da Carne Vermelha, é a purificação da proteína animal, que oferece ao consumidor altos níveis de proteína da carne, sem estar associada à grande quantidade de gordura que contém na carne natural, principalmente, o colesterol.
Este tipo de proteína é 0% açúcar, 0% lactose, 0% gordura, baixo sódio e 0% colesterol, ou seja, você terá todos os benefícios da carne vermelha com isenção das substâncias que fazem mal à saúde.
Ajuda na recuperação do músculo, evitando fadiga, e melhorando o desempenho nos treinos.
Como toda proteína é rica em aminoácido, a da carne vermelha predomina a creatina.
Como característica da creatina, essa proteína irá lhe oferecer um volume muscular mais rápido.
Pode ser consumido a qualquer hora do dia, ao acordar, como pré treino, pós treino.
Esta proteína também pode ser uma das opções para pessoas que tem intolerância a lactose.
Alguns exemplos da proteína da carne: Carnivor, CarnPro, Carnelite.

 

Proteína do Soro do Leite Isolado

leiteA proteína isolada do soro do leite, é passado por um processo de remoção da gordura e lactose, tornando uma proteína mais pura e de maior e melhor absorção, e apresentam concentrações de 90% ou mais.
Também auxilia na recuperação do músculo, aumento de massa muscular, evita fadiga, e melhora o desempenho.
A proteína do soro do leite também é rica em aminoácidos, porém prevalecendo maior concentração  de BCAA e Glutamina que favorece uma maior recuperação e absorção.
Recomenda-se consumir após o treino, para a recuperação mais rápida dos músculos e ao acordar pelo fato de ficar muito tempo em jejum.
Mesmo sendo de leite, a isolada é isento de lactose, então pode ser uma das opções para pessoas que tem intolerância a lactose.
Alguns exemplos da proteína do soro do leite isolado: Body Isolate Whey, Isopure, Isofort, IsoProWhey, Isolate Whey, IsoFast, dentro outros…

 

E aí, já fez sua escolha?

Dica: Se quiser pode utilizar as duas fontes de proteína: uma após o treino, e outra em horários intermediários. Com isso você terá um aporte de aminoácidos e proteína bem completo.

Para hipertrofia, é indicado tomar junto à proteína escolhida uma dextrose, pois o carboidrato ajuda no aproveitamento dos nutrientes levando para dentro das células.

 

Informações retiradas: Musculação.net e de nossas nutricionistas.

Por: Taís Tie Minamihara

Tipos de Whey Protein

Podemos dizer que as proteínas são alimentos funcionais, ou seja, elas promovem vários benefícios para a nossa saúde e forma física.

Entre elas vamos destacar o Whey e seus benefícios:

Podemos dizer que além de trabalhar a recuperação muscular ela também tem outros benefícios bem interessantes, esta proteína por ser rica em lactoferrina, beta-lactoglobulina, alfa- lactoalbumina, glicomacropeptídeos (GMP) e imunoglobulinas representa um papel importante para aumentar a imunidade.
Outra questão é que quando consumida na medida certa também pode trazer outros benéficos como a prevenção do aumento da pressão arterial, diabetes e previne o envelhecimento, isso ocorre porque esta proteína é bem rica em Cisteina e Glutationa que é um poderoso antioxidante.

Tipo de Whey Protein

Whey Protein Concentrado: Podemos dizer que esta é a forma mais tradicional da proteína e também a mais barata, porém como toda Whey ela é bem rica em BCAA, que são fundamentais para uma boa recuperação muscular.
Sempre bom lembrar que whey concentrada tem maior quantidade de Lactose e Carboidrato então se você tem alguma restrição nestes componentes, não se esqueça de sempre ler o rotulo. Sua concentração pode variar de 40% a 80%.

Whey Protein Isolado Microfiltrado: Com certeza a digestibilidade desta forma de Whey é bem melhor que a concentrada, porém apresenta baixo teor de Lactose e gordura, já o preço é maior que a Whey concentrada. A concentração é de cerca de 90%.

Whey Protein Isolado Yon Exchange: Esta forma de proteína é de alto valor biológico, baixo teor de lactose, gordura e carboidrato. Esta proteína isolada é extraída através de um processo chamado de troca iônica, que por sua vez permite que se alcance 95% de Whey Protein em sua composição.

Whey Protein Hidrolisado: Esta é a única forma onde a proteína sofreu hidrólise enzimática, com isso garantindo a maior velocidade de absorção devida ao seu alto valor biológico. Esta forma apresenta um valor bem mais alto que os outros tipos de Whey, pois para a sua fabricação é necessário muitos litros de leite para ser confeccionada. Concentração é em torno de 92%.

Esses são alguns dos processos que a proteína do soro do leite pode passar. Gosto sempre de ressaltar, que ler o rótulo do produto que você esta levando é fundamental para você saber que tipo de Whey Protein você irá consumir, na duvida procure sempre um profissional de nutrição para indicar o melhor produto e com isso alcançar melhor o seus objetivos.

Mariana Buriolla
Nutricionista  – CRN 5220

ISO Whey

A nutrição é um fator extremamente importante no desempenho e saúde de atletas e praticantes de atividades físicas. Em busca de melhores resultados, a suplementação muitas vezes é uma excelente estratégia nutricional utilizada por profissionais da área da saúde esportiva, especialmente, se o objetivo da pessoa envolver o ganho, manutenção e recuperação muscular.

De acordo com a Sociedade Internacional de Nutrição Esportiva, indivíduos praticantes de atividades físicas têm uma maior necessidade de ingestão proteica, que é justificada pela utilização de aminoácidos como fonte de energia durante o treino e, ainda, pela necessidade deste macronutriente na síntese proteica muscular (pro ganho e recuperação do músculo).

Um indivíduo adulto normal necessita de 0,8 a 1,0g de proteína por quilograma de peso, já um indivíduo fisicamente ativo varia de 1,4 a 2g de proteínas, absorvíveis, por quilograma de peso.

Neste contexto a proteína do soro do leite ( whey protein), proveniente deste alimento sendo, assim, 100% natural é altamente recomendada por conter altas concentrações de aminoácidos essenciais, especialmente os de cadeia ramificada ( BCAAs), responsáveis pelo processo de ganho e recuperação da massa muscular. Desse modo, ele é considerado um suplemento de alto valor nutricional e ainda possui rápida digestão e absorção intestinal.

É importante saber que quanto menor o intervalo entre o término do exercício e a ingestão proteica, melhor é a resposta anabólica ao exercício. Sendo assim, o whey protein é indicado, preferencialmente, após o treino de diferentes modalidades.

Alimentos de origem animal, como carne e ovos, também são grandes fontes de proteínas, porém a absorção é lenta e diminuída quando comparada a de um suplemento como o whey protein.

Dentro dessa categoria de suplementos proteicos, a whey isolada é um dos produtos mais nobres entre os praticantes de atividades físicas. Diferentemente das outras frações de whey (whey concentrada e hidrolisada) é composta apenas por proteínas, o que garante um maior aporte proteico por porção do produto. Sendo assim, possui uma maior quantidade de BCAA’s, o que propicia retardo na fadiga e aumento da capacidade de realização dos exercícios e o aumento de massa muscular.

Outro benefício, em optar pela fração isolada, está no fato de ser um produto livre de lactose, o que evita qualquer tipo de desconforto intestinal. Estudos realizados no Brasil indicam que pelo menos 70% das pessoas avaliadas tenha algum grau de intolerância a lactose. Além disso, é um produto de melhor digestão e absorção quando comparado as outras frações de whey.

É fundamental esclarecer que o whey protein não é recomendado apenas para atletas. Eles têm inúmeros benefícios à saúde de qualquer pessoa e por isto, é muito recomendado por profissionais desta área.

Outras funções pouco conhecida das pessoas, deste tipo de composto proteico, envolvem a melhora da imunidade, o controle da pressão arterial e manutenção de processos metabólicos ligados ao cálcio.

A glutamina, que é outro aminoácido presente na composição, em grande quantidade, é responsável pela rápida multiplicação das células do sistema imunológico, aumentando as defesas do organismo.

Além disso, ainda em relação a imunidade, esta proteína ajuda a inibir o crescimento de diversas bactérias, agregando grande potencial bacteriostático.

Quanto à hipertensão arterial, a whey protein contem peptídeos que inibem a ação de uma enzima responsável pela vasoconstrição, o que pode ser um excelente aliado no controle desta.

Já a grande quantidade de cálcio presente é importante não só para a manutenção dos ossos e dentes, como, também, é importante para a prevenção da osteoporose e regularização do processo de contração muscular.

Compre Whey Protein Isolada.

Jeanne Nogueira
Nutricionista da Midway Labs

Benefícios da Carne Vermelha

A carne vermelha foi excluída da alimentação de muitas pessoas devido à gordura saturada e ao colesterol, realmente ela possui gordura saturada que em excesso está associada a um maior risco de doenças cardiovasculares, obesidade e até diabetes. Priorizando o tipo de corte e consumindo com moderação, ela não é prejudicial, o recomendado é consumir uma porção de carne por dia, o que pode corresponder a um bife médio ou 5 colheres (sopa) de carne moída refogada por dia.

A carne vermelha é fonte de proteína de alto valor biológico, rica em ácidos graxos essenciais, aminoácidos e possui todos os minerais importantes ao organismo como fósforo, potássio, sódio, magnésio, zinco e ferro.

O ferro desempenha um papel importante ao organismo, como suporte ao sistema imunológico. Os minerais são fundamentais para a formação de hemácias, células vermelhas do sangue, que carregam o oxigênio até as células, é essencial na prevenção da anemia principalmente em pessoas que fazem parte do grupo de risco, como crianças, gestantes e idosos. Seu diferencial fica por conta das doses de ferro-heme, uma variação do mineral facilmente absorvida pelo organismo.

Se o consumo de carne vermelha for moderado e principalmente em equilíbrio com os demais tipos de alimentos, não vai interferir para uma alimentação saudável. Na hora de escolher o tipo de carne, opte pelos cortes mais magros: filé mignon, lagarto, patinho, alcatra, maminha, coxão duro, acém, músculo, miolo de alcatra. O ideal é consumir as carnes sempre assadas, grelhadas ou refogadas e evitar as frituras. A carne tem propriedades essenciais à saúde, por isso deve fazer parte de uma alimentação balanceada.

Os produtos de origem animal apresentam todas as vitaminas lipossolúveis (A, D, E e K) e as hidrossolúveis as vitaminas do complexo B. O mérito da carne vermelha como fonte de vitaminas, é a alta concentração e disponibilidade de vitaminas do complexo B, em especial a B12. A deficiência dessa vitamina na dieta apresenta como primeiros sintomas anemia megaloblástica e mudanças no sistema nervoso (dificuldade de locomoção e expressão), que se não socorridas a tempo podem resultar em deterioração mental e paralisia. Além de conter inúmeros nutrientes e possuir um alto valor nutricional, a carne vermelha auxilia na recuperação muscular por ser composta por proteínas de alto valor biológico, ou seja, que contêm todos os aminoácidos essenciais e é uma ótima opção de alimento para os praticantes de atividade física.

Clique aqui e veja suplementos de Proteína de Alto Valor Biológico!

Vanessa Vichi Girotto
Nutricionista da Vitafor– CRN 18387

CASEÍNA CONHEÇA SEUS BENEFÍCIOS

Temos hoje em dia uma variedade muito grande de suplementos, por isso vou falar sobre a CASEÍNA uma proteína de excelente qualidade e de bem lenta absorção.

É a principal proteína do leite de vaca que é formada quando o leite coalha, é uma proteína de alta qualidade e muito utilizada em suplementos e produtos para substituir a refeição.

Embora não seja tão conhecido quanto o Whey Protein, esta proteína é uma excelente fonte de aminoácido que evitam o catabolismo muscular e também na formação muscular, isso ocorre por ela ter uma alta concentração de Glutamina, além de ser fonte de outro aminoácido que estimulam liberação natural do hormônio do crescimento (hGH).

A CASEÍNA é conhecida por ter uma absorção mais lenta do que outras proteínas, isso ocorre porque ela forma uma espécie de gel no intestino, e por isso ela vai sendo liberada gradativamente e também oferece uma maior sensação de saciedade.

Utilizar Whey Protein com CASEÍNA trás vários benefícios para a recuperação e formação muscular isso ocorre porque a absorção e a biodisponibilidade de cada um deles ocorrem em momentos diferentes, o que faz com que essas fontes de proteína atuem de forma complementar, whey trabalhando a recuperação muscular e a CASEÍNA na construção. Essa combinação de proteínas é encontrada nos melhores suplementos.

Você também pode utilizar a CASEÍNA pura para complementar a sua dieta de proteína, usar ela pela manhã e/ou antes de dormir você estará nutrindo seus músculos para o processo de formação muscular, isso devido ao fato dela ser de bem lenta absorção, ou seja, seus músculos ficarão recebendo nutrientes por um período maior.

Espero que tenham gostado de conhecer uma pouco mais sobre esta proteína que cada vez mais está sendo utilizada por praticantes de atividades física, mais é sempre bom lembrar que uma dieta equilibrada e praticas de atividades físicas diárias são os primeiros passos para ter qualidade de vida e massa magra, é claro!

Se ligue nos suplementos com Caseína:

Caseínas 

Isofort Ultra – Vitafor

Iso Whey Black – Probiótica

Waxy Whey – Probiótica

RX Pro MRP  – Probiótica

Body Crea Protein  – Body Nutry

Mariana Buriolla
Nutricionista – CRN 5220

Massa Magra – Pequenas Mudanças que Fazem a Diferença

Hoje vou falar um pouco sobre alimentação para quem quer ganhar massa muscular. Sempre costumamos dizer aqui que para ganhar massa muscular não tem erro, é simples como uma receitinha de bolo que envolve 3 ingredientes básicos.

  1. Alimentação;
  2. Suplementação;
  3. Exercícios.

Justando esses três itens você conseguirá ótimos resultado, assim como para quem quer perder peso o fracionamento e a disciplina nos horários das refeições são fundamentais.

Nosso organismo precisa de energia para trabalhar e esta energia vem diretamente do alimento, ficar muitas horas sem se alimentar faz com que o nosso corpo diminua o nosso metabolismo e com isso comece a armazenar energia em forma de gordura, principalmente região abdominal e o pior para quem quer aumentar a massa muscular o organismo começa utilizar massa muscular como fonte de energia.

É sempre bom lembrar que o nutriente responsável pela construção muscular é a proteína, é muito importante saber que este processo de ganho de massa muscular não se dá no momento do treino. A proteína utilizada (whey protein) após o treino fará a recuperação do músculo, porém é quando não estamos treinando (período de repouso/descanso) que construímos este músculo.

Costumo explicar da seguinte maneira a construção muscular, gosto muito de um exemplo que eu dou para simplificar aos meus cliente/pacientes. Nosso músculo é como se fosse um muro, que se você apenas empilhar os tijolos ele cairá facilmente, mas se você acrescentar “cimento” e dar o tempo necessário para este “cimento” secar, este muro ficará firme e forte. A proteína é o nosso “cimento”, por isso aumentar o consumo dela é bem importante, vou dar algumas dicas de proteínas e qual o melhor horário para consumo.

DICAS:

  1. Fixe os horários de cada refeição (Máximo de 3/3hrs);
  2. Consuma bastante verduras, frutas e legumes pois são ricos em vitaminas e minerais que atuam ativamente neste processo;
  3. Consuma mais proteínas em horários alternados;
  4. Não treine sem se alimentar;
  5. Albumina é bem indicado para antes de dormir ou pela manhã;
  6. Caseína é uma proteína de bem lenta absorção, portanto bem interessante para antes de dormir;
  7. Mix de proteínas, hiperproteicos, barras de proteínas são boas opções para consumir nos intervalos de refeição;
  8. Peito de frango, peixe e ovos são excelentes fontes de proteína.

Esse foi um texto bem básico e com pequenas dicas, mas gosto sempre de lembrar que não tem nada melhor do que um cardápio feito sob “medida”, portanto procure sempre a orientação de um profissional da área de nutrição, assim você irá consumir adequadamente todos os nutrientes e com isso alcançar o seu objetivo.

Mariana Buriolla
CRN 5220 – Nutricionista