Arquivo da tag: whey

Whey Protein: saiba sobre o mais famoso dos suplementos!

Boa tarde, Suplementeiros!

A nossa conversa de hoje é sobre o queridinho no mundo dos suplementos. Afinal, quem nessa vida nunca ouviu falar a respeito do Whey Protein? Seja você familiarizado ou não com o ambiente de academia, com certeza já ouviu alguém comentar sobre os benefícios deste produto. Então vamos lá: o que é, de fato, o Whey?

A proteína que dá nome ao produto, denominada “Whey Protein” é extraída do soro do leite e possui um alto valor nutricional, conferido pela elevada concentração de aminoácidos essenciais presentes em sua conformação.blog-16-11-2

Para que serve?

É utilizado para aumentar a quantidade de proteínas ingeridas durante o dia e, quando tomado em associação com a prática de exercícios físicos, auxilia no ganho de massa muscular. Favorece a recuperação do músculo, síntese proteica e redução da fadiga muscular após o treino.blog-16-11

O Whey disponibiliza proteínas que são rapidamente absorvidas pelo organismo, em velocidade e aproveitamento maior do que quando comemos uma carne, por exemplo, sendo também muito mais prático do que preparar uma refeição sólida. Para este fim, o Whey deve ser administrado pós treino ou de acordo com a orientação de um profissional da área, levando em conta os objetivos e necessidades de cada um.blog-16-11-4

Existe diferença entre os Wheys?

Sim. As duas principais diferenças são: a concentração da proteína e também a fração em que ela é apresentada. Com relação as diferentes frações, as mais comuns são:

  • Concentrado (WPC): constituído da proteína do soro do leite em sua forma mais completa, na qual está
    presente também carboidratos na conformação.                                         blog-16-11-3
  • Isolado (WPI): não apresenta nenhum outro macronutriente, a não ser a proteína pura. Sua absorção é mais rápida do que a proteína concentrada.
  • Isolado + Hidrolisado (WPH): são proteínas isoladas que já passaram por um processo de hidrólise (quebra), que facilita e otimiza ainda mais a absorção pelo organismo.
  • Blends: formado por duas ou mais frações das proteínas descritas acima, oferecendo uma absorção diferenciada, na qual algumas frações são absorvidas mais rápido e outras mais lentamente.

Tem alguma contra-indicação?

A não ser que a pessoa seja alérgica ou intolerante à lactose, não. Caso seja respeitada a ingestão diária recomendada, não há o que temer. Mas claro que, TUDO em excesso faz mal e com a proteína do soro do leite não é diferente. Em geral seguimos uma recomendação de ingestão de proteínas. Assim que o indivíduo ultrapassa a ingestão diária recomendada (IDR) podem começar a aparecer problemas. Dando uma explicação um pouco mais bioquímica, o grupo das proteínas apresenta em sua conformação o nitrogênio, que quando em excesso e não filtrado por completo nos rins no ciclo da ureia, dificulta a excreção da amônia, que pode trazer desconforto abdominal, cálculos renais e outros problemas. O ideal é procurar um profissional da área para recomendar a dosagem de acordo com seu objetivo e seu organismo.
Em nossa próxima conversa daremos algumas dicas de Whey, unindo melhor resultado e melhor preço! Até mais e fiquem ligados no post!

Receita de Pão Protéico, Low Carb

Aprenda a fazer um pão caseiro super prático, e o melhor de tudo que além de delicioso, é protéico. Pode ter o sabor que desejar, é low carb, protéico, sem lactose e sem glúten. Veja logo a baixo a receita:

Ingredientes

– 250g de claras de ovo;
– 100g de whey protein (sabor que desejar, foi usado o de chocolate);
– 70g de farinha de côco (pode-se usar também Amêndoas trituradas, na mesma quantidade);
– 50g de aveia laminada (pode substituir por côco desidratado caso deseje reduzir bem os carboidratos da receita e tirar o glúten);
– 25g de xarope de Ágave (pode ser substituído por adoçante de cozinha);
– 2 colheres de sobremesa de fermento químico;
Óleo de coco para untar a forma caso não seja anti-aderente.

Modo de Preparo

1. Misture o whey e as claras até virar uma massa homogênea;
2. Adicione a farinha de côco e o fermento e misture bem;
3. Adicione a aveia (ou o côco), o Ágave (ou o adoçante) e continue misturando;
4. Unte a forma com o óleo de côco (ou não, caso seja antiaderente) e coloque a massa;
5. Coloque entre 15 e 20 minutos (a partir de 15 começa a ficar no ponto já) a 175ºC no forno, eu fiz o meu na bandeja mais distante da chama.

Fonte: Nutricionário
 
Por: Taís Tie Minamihara

ISO Whey

A nutrição é um fator extremamente importante no desempenho e saúde de atletas e praticantes de atividades físicas. Em busca de melhores resultados, a suplementação muitas vezes é uma excelente estratégia nutricional utilizada por profissionais da área da saúde esportiva, especialmente, se o objetivo da pessoa envolver o ganho, manutenção e recuperação muscular.

De acordo com a Sociedade Internacional de Nutrição Esportiva, indivíduos praticantes de atividades físicas têm uma maior necessidade de ingestão proteica, que é justificada pela utilização de aminoácidos como fonte de energia durante o treino e, ainda, pela necessidade deste macronutriente na síntese proteica muscular (pro ganho e recuperação do músculo).

Um indivíduo adulto normal necessita de 0,8 a 1,0g de proteína por quilograma de peso, já um indivíduo fisicamente ativo varia de 1,4 a 2g de proteínas, absorvíveis, por quilograma de peso.

Neste contexto a proteína do soro do leite ( whey protein), proveniente deste alimento sendo, assim, 100% natural é altamente recomendada por conter altas concentrações de aminoácidos essenciais, especialmente os de cadeia ramificada ( BCAAs), responsáveis pelo processo de ganho e recuperação da massa muscular. Desse modo, ele é considerado um suplemento de alto valor nutricional e ainda possui rápida digestão e absorção intestinal.

É importante saber que quanto menor o intervalo entre o término do exercício e a ingestão proteica, melhor é a resposta anabólica ao exercício. Sendo assim, o whey protein é indicado, preferencialmente, após o treino de diferentes modalidades.

Alimentos de origem animal, como carne e ovos, também são grandes fontes de proteínas, porém a absorção é lenta e diminuída quando comparada a de um suplemento como o whey protein.

Dentro dessa categoria de suplementos proteicos, a whey isolada é um dos produtos mais nobres entre os praticantes de atividades físicas. Diferentemente das outras frações de whey (whey concentrada e hidrolisada) é composta apenas por proteínas, o que garante um maior aporte proteico por porção do produto. Sendo assim, possui uma maior quantidade de BCAA’s, o que propicia retardo na fadiga e aumento da capacidade de realização dos exercícios e o aumento de massa muscular.

Outro benefício, em optar pela fração isolada, está no fato de ser um produto livre de lactose, o que evita qualquer tipo de desconforto intestinal. Estudos realizados no Brasil indicam que pelo menos 70% das pessoas avaliadas tenha algum grau de intolerância a lactose. Além disso, é um produto de melhor digestão e absorção quando comparado as outras frações de whey.

É fundamental esclarecer que o whey protein não é recomendado apenas para atletas. Eles têm inúmeros benefícios à saúde de qualquer pessoa e por isto, é muito recomendado por profissionais desta área.

Outras funções pouco conhecida das pessoas, deste tipo de composto proteico, envolvem a melhora da imunidade, o controle da pressão arterial e manutenção de processos metabólicos ligados ao cálcio.

A glutamina, que é outro aminoácido presente na composição, em grande quantidade, é responsável pela rápida multiplicação das células do sistema imunológico, aumentando as defesas do organismo.

Além disso, ainda em relação a imunidade, esta proteína ajuda a inibir o crescimento de diversas bactérias, agregando grande potencial bacteriostático.

Quanto à hipertensão arterial, a whey protein contem peptídeos que inibem a ação de uma enzima responsável pela vasoconstrição, o que pode ser um excelente aliado no controle desta.

Já a grande quantidade de cálcio presente é importante não só para a manutenção dos ossos e dentes, como, também, é importante para a prevenção da osteoporose e regularização do processo de contração muscular.

Compre Whey Protein Isolada.

Jeanne Nogueira
Nutricionista da Midway Labs

CASEÍNA CONHEÇA SEUS BENEFÍCIOS

Temos hoje em dia uma variedade muito grande de suplementos, por isso vou falar sobre a CASEÍNA uma proteína de excelente qualidade e de bem lenta absorção.

É a principal proteína do leite de vaca que é formada quando o leite coalha, é uma proteína de alta qualidade e muito utilizada em suplementos e produtos para substituir a refeição.

Embora não seja tão conhecido quanto o Whey Protein, esta proteína é uma excelente fonte de aminoácido que evitam o catabolismo muscular e também na formação muscular, isso ocorre por ela ter uma alta concentração de Glutamina, além de ser fonte de outro aminoácido que estimulam liberação natural do hormônio do crescimento (hGH).

A CASEÍNA é conhecida por ter uma absorção mais lenta do que outras proteínas, isso ocorre porque ela forma uma espécie de gel no intestino, e por isso ela vai sendo liberada gradativamente e também oferece uma maior sensação de saciedade.

Utilizar Whey Protein com CASEÍNA trás vários benefícios para a recuperação e formação muscular isso ocorre porque a absorção e a biodisponibilidade de cada um deles ocorrem em momentos diferentes, o que faz com que essas fontes de proteína atuem de forma complementar, whey trabalhando a recuperação muscular e a CASEÍNA na construção. Essa combinação de proteínas é encontrada nos melhores suplementos.

Você também pode utilizar a CASEÍNA pura para complementar a sua dieta de proteína, usar ela pela manhã e/ou antes de dormir você estará nutrindo seus músculos para o processo de formação muscular, isso devido ao fato dela ser de bem lenta absorção, ou seja, seus músculos ficarão recebendo nutrientes por um período maior.

Espero que tenham gostado de conhecer uma pouco mais sobre esta proteína que cada vez mais está sendo utilizada por praticantes de atividades física, mais é sempre bom lembrar que uma dieta equilibrada e praticas de atividades físicas diárias são os primeiros passos para ter qualidade de vida e massa magra, é claro!

Se ligue nos suplementos com Caseína:

Caseínas 

Isofort Ultra – Vitafor

Iso Whey Black – Probiótica

Waxy Whey – Probiótica

RX Pro MRP  – Probiótica

Body Crea Protein  – Body Nutry

Mariana Buriolla
Nutricionista – CRN 5220

Massa Magra – Pequenas Mudanças que Fazem a Diferença

Hoje vou falar um pouco sobre alimentação para quem quer ganhar massa muscular. Sempre costumamos dizer aqui que para ganhar massa muscular não tem erro, é simples como uma receitinha de bolo que envolve 3 ingredientes básicos.

  1. Alimentação;
  2. Suplementação;
  3. Exercícios.

Justando esses três itens você conseguirá ótimos resultado, assim como para quem quer perder peso o fracionamento e a disciplina nos horários das refeições são fundamentais.

Nosso organismo precisa de energia para trabalhar e esta energia vem diretamente do alimento, ficar muitas horas sem se alimentar faz com que o nosso corpo diminua o nosso metabolismo e com isso comece a armazenar energia em forma de gordura, principalmente região abdominal e o pior para quem quer aumentar a massa muscular o organismo começa utilizar massa muscular como fonte de energia.

É sempre bom lembrar que o nutriente responsável pela construção muscular é a proteína, é muito importante saber que este processo de ganho de massa muscular não se dá no momento do treino. A proteína utilizada (whey protein) após o treino fará a recuperação do músculo, porém é quando não estamos treinando (período de repouso/descanso) que construímos este músculo.

Costumo explicar da seguinte maneira a construção muscular, gosto muito de um exemplo que eu dou para simplificar aos meus cliente/pacientes. Nosso músculo é como se fosse um muro, que se você apenas empilhar os tijolos ele cairá facilmente, mas se você acrescentar “cimento” e dar o tempo necessário para este “cimento” secar, este muro ficará firme e forte. A proteína é o nosso “cimento”, por isso aumentar o consumo dela é bem importante, vou dar algumas dicas de proteínas e qual o melhor horário para consumo.

DICAS:

  1. Fixe os horários de cada refeição (Máximo de 3/3hrs);
  2. Consuma bastante verduras, frutas e legumes pois são ricos em vitaminas e minerais que atuam ativamente neste processo;
  3. Consuma mais proteínas em horários alternados;
  4. Não treine sem se alimentar;
  5. Albumina é bem indicado para antes de dormir ou pela manhã;
  6. Caseína é uma proteína de bem lenta absorção, portanto bem interessante para antes de dormir;
  7. Mix de proteínas, hiperproteicos, barras de proteínas são boas opções para consumir nos intervalos de refeição;
  8. Peito de frango, peixe e ovos são excelentes fontes de proteína.

Esse foi um texto bem básico e com pequenas dicas, mas gosto sempre de lembrar que não tem nada melhor do que um cardápio feito sob “medida”, portanto procure sempre a orientação de um profissional da área de nutrição, assim você irá consumir adequadamente todos os nutrientes e com isso alcançar o seu objetivo.

Mariana Buriolla
CRN 5220 – Nutricionista