Arquivo da tag: suplemento

Mullberry ou Amora

A Mullberry é um fruto semelhante à Amora, que possui inúmeros benefícios à saúde. Nutrientes capazes de melhorar e estimular as defesas do organismo, combatendo infecções e problemas patológicos.

A Mulberry foi trazida de fora, e aos poucos vem ganhado o mercado por diversos consumidores devido aos seus efeitos. Consumido principalmente pelas mulheres, por atuar em diversos locais, principalmente no combate ao envelhecimento cutâneo, sendo a “queridinha” do sexo feminino. Possui ação anti-inflamatória e antioxidante devido às antocianinas e o Resveratrol que agem diretamente na derme, além de ser fonte de vitamina C, K e de Ferro.

Ela ajuda em diversos problemas, como no controle de glicemia evitando um possível agravante, emagrecimento, melhora de colesterol e possui componentes capazes de auxiliar no combate ao câncer, porem estudos ainda devem ser realizados para elucidar de forma clara as quantidades e de qual a melhor forma de aproveitamento.

A melhor forma de se encontrar Mullbery é em casa de suplementos através do seu extrato puro, podendo ser misturada em sucos, juntamente com refeições e shakes, enfim, uma afinidade de opções para consumi-la.

Mulberry Active – Superfrutas 120g
Felipe Ongaratto
CRN8 9505

Receita de Pão Protéico, Low Carb

Aprenda a fazer um pão caseiro super prático, e o melhor de tudo que além de delicioso, é protéico. Pode ter o sabor que desejar, é low carb, protéico, sem lactose e sem glúten. Veja logo a baixo a receita:

Ingredientes

– 250g de claras de ovo;
– 100g de whey protein (sabor que desejar, foi usado o de chocolate);
– 70g de farinha de côco (pode-se usar também Amêndoas trituradas, na mesma quantidade);
– 50g de aveia laminada (pode substituir por côco desidratado caso deseje reduzir bem os carboidratos da receita e tirar o glúten);
– 25g de xarope de Ágave (pode ser substituído por adoçante de cozinha);
– 2 colheres de sobremesa de fermento químico;
Óleo de coco para untar a forma caso não seja anti-aderente.

Modo de Preparo

1. Misture o whey e as claras até virar uma massa homogênea;
2. Adicione a farinha de côco e o fermento e misture bem;
3. Adicione a aveia (ou o côco), o Ágave (ou o adoçante) e continue misturando;
4. Unte a forma com o óleo de côco (ou não, caso seja antiaderente) e coloque a massa;
5. Coloque entre 15 e 20 minutos (a partir de 15 começa a ficar no ponto já) a 175ºC no forno, eu fiz o meu na bandeja mais distante da chama.

Fonte: Nutricionário
 
Por: Taís Tie Minamihara

Termogênicos: Utilizá-los ou Não?

Não existe milagre ou uma poção mágica para a perda dos quilinhos extras ou para secar a barriguinha avantajada, contudo, os termogênicos são um auxilio para uma perda com mais eficiência junto obviamente a uma alimentação balanceada e atividade física aeróbica intensa, o resultado aparecerá mais rapidamente com a redução de peso e gordura corporal total.

Os suplementos conhecidos como termogênicos são substancias que aumentam a temperatura corporal fazendo com que nosso próprio corpo gaste mais energia aumentando a sudorese e dando maior disposição para o treino porque a maioria desses suplementos tem a base de cafeína.

Hoje no mercado você vê uma variedade de produtos com esse efeito, como já falei anteriormente a maioria são cafeinados como os – Caffeine Black Jack (Midway), Black burn (Nutrilatina), Termogenic Extreme Black (Probiótica), o Hard Core Yellow (Atlhetica) e o Lipo Cut X (Arnold).

Outros já apresentam em sua composição certa variedade de substancias adicionais que potencializam esse estímulo na quebra de gordura como é o caso dos – Ripped (Midway), Ripp Abs (Probiótica), Cut Extreme (Atlhetica), Alert (MHP), Lipo 6 (Nutrex), Yellow Hornet (Arnold Nutrition), entre outros tantos que já tem no mercado, vou citar algumas dessas substâncias e o resultado que ela apresenta em nosso organismo, então vamos lá:

• Metilxantinas
Estimulador do sistema nervoso central encontrado no café, chá e cacau e atua no relaxamento da musculatura lisa e dos vasos sanguíneos.

• Cafeína
Ela atua no sistema nervoso central dando maior disposição para a atividade física, aumenta à força muscular, combate a fadiga e reduz a fome.

• Colina
Encontrada na lecitina de soja, tem função no metabolismo dos lipídios, servindo para reduzir a gordura corporal e aumenta a taxa de metabolização das gorduras, favorecendo uma diminuição de acúmulo de gordura localizada.

• Cromo
Esse mineral potencializa o efeito da insulina promovendo uma redução dos níveis de gordura corporal, aumenta a sensação de saciedade e reduz o apetite por alimentos doces.

• Vitamina B6
Auxilia no metabolismo das proteínas, diminui os níveis de pressão arterial, colesterol sanguíneo, melhora a imunidade, evita fadiga e fraqueza muscular.

• Taurina
Tem o de poder de intensificar o efeito da insulina, sendo responsável por um melhor funcionamento do metabolismo de glicose e aminoácidos, podendo auxiliar o anabolismo muscular, por estar envolvida nos mecanismos de excitação e contração dos músculos.

Tem que se tomar certo cuidado ao se administrar um termogênico em relação a certas patologias como as cardíacas, arritmias, pressão arterial e diabetes porque para esse grupo de pessoas não se pode dar o estímulo da cafeína. Contudo há termogênicos também para esse grupo que são os isentos de cafeína e sim a base de citrus aurantium, colina, cromo, Vitamina B6.

Então é só saber associar uma dieta adequada com um estímulo aceitável ao horário do seu treino para não ter os efeitos colaterais que pode aparecer como: dor de cabeça, tremores, agitação, sudorese intensa e dificuldade para dormir.

E lembre-se sempre um bom treino, uma boa alimentação e uma boa suplementação são a chave para um bom resultado, para perder gordura e ganhar massa muscular, aproveite!!!!

 

Alexandra Campos – CRN 8 5728.

Qual a Função da CREATINA ?

É um suplemento alimentar, composto a partir de 3 aminoácidos – Glicina, Arginina e Metionina. Como principais funções têm-se: aumento de volume e força muscular, adia a sensação de fadiga, oferece mais explosão muscular, o que é interessante em esportes de curta duração.

COMO USAR?

Existem várias formas de uso. Pode ser feito o período de saturação, que tem duração de 5 a 7 dias, onde devem ser consumidas 20g de creatina divididas em 4 doses ao dia (4 doses de 5g cada uma). Em seguida, tem início o período de manutenção, que pode durar de 20 a 30 dias, com o uso de 5g de creatina após o treino. Portanto o uso fica em torno de 25 a 30 dias, no máximo.
Entretanto, vários estudos científicos mostram que com ou sem o período de saturação, os efeitos do suplemento são os mesmos. Dessa forma, o uso seria de 5g ao dia, sempre após o treino, desde o início do uso.

QUANDO USAR?

O horário após o treino é o melhor, pois há um grande potencial de formação de massa muscular, o que corresponde aos objetivos da creatina.

PODE SER USADA JUNTO A OUTROS SUPLEMENTOS?

Sim, os efeitos ficam ainda melhores quando a creatina é associada a um carboidrato após o treino, como a maltodextrina ou dextrose. O carboidrato irá potencializar a absorção da creatina.

QUEM PODE USAR?

Tanto homens, quanto mulheres, mas deve-se lembrar dos efeitos da creatina: retenção de água no músculo, o que pode dar aspecto de inchaço.
A partir desses conhecimentos, a decisão fica por sua conta. Até a próxima!