Arquivo da tag: nutrientes

ALFARROBA E SUAS IMPLICAÇÕES

Com a evolução tecnológica e a quantidade de estudos realizados com foco na alfarroba, o conhecimento das suas características e propriedades tem aumentado consideravelmente e, consequentemente, as suas utilizações são cada vez mais diversificadas e sofisticadas. O conteúdo da alfarroba (aminograma em anexo) e dos polifenóis presentes faz com que ela desempenhe um papel cada vez mais importante na indústria biofarmacêutica, uma vez que estes componentes lhe conferem capacidades que permitem a sua utilização na formulação de fármacos, no controle do colesterol ou em produtos alimentares para crianças, em particular na formulação de alimentos lácteos espessados para crianças com problemas de refluxo gastresofágico. Se antes existiam empecilhos para o consumo da Alfarroba, hoje, comprovadamente, não existem mais. Na contramão do que acreditava-se, a alfarroba e seus produtos são excelentes alternativas pra quem quer desvincular-se dos alimentos hipercalóricos e altamente processados disponíveis no mercado, inclusive, os chocolates.

Incluir produtos à base de alfarroba em sua dieta pode ser uma excelente alternativa para reeducação do paladar ou melhora na sensibilização do mesmo, fazendo com que produtos menos processados lhe proporcionem prazer equiparável ou maior do que os alimentos industrializados tem lhe proporcionado nestes anos. Este processo de reeducação é importante, pois um alimento palatável, nos dias de hoje, diante da forma no qual fomos moldados, é um alimento riquíssimo em gorduras saturadas e hidrogenadas, em açúcares processados e o produto final de tudo isso é não sentirmos mais prazer em produtos naturais, nos tornando reféns do ultraprocessado e ultraconcentrado, aumentando desta forma a pré-disposição para doenças crônico degenerativas e criando um ambiente fisiológico propício para o surgimento das mesmas. Tendo em vista que a alfarroba possui propriedades que combatem diretamente as patologias e disfunções supracitadas, experimenta-la partindo deste pressuposto é a forma mais racional de encontrar o meio termo diante do extremo, da dicotomia que nos assola: Saúde x Prazer em comer. Nesta páscoa coma bem, tenha prazer e sem peso na consciência. Mantenha o equilíbrio nutricional e principalmente, experimente o novo.

Renan Vinícius Nogueira

Levedo de cerveja: o que é e quais os benefícios para a saúde?

As leveduras são fungos que se desenvolvem na fermentação alcoólica. Elas são utilizadas há muitos anos em vários processos industriais alimentícios como fermento biológico, um deles é no processo da fermentação da cerveja. A palavra levedura tem origem no termo latim levare que significa “crescer” ou “fazer crescer”.

A levedura apresenta alto teor proteico, o que a torna uma boa opção de fonte de proteína para vegetarianos.  Ela é rico em vitaminas B1, B2, B6, ácido pantotênico, niacina, ácido fólico e biotina, também é rico em fibras, em minerais como selênio, cromo, fósforo, ferro, cálcio, potássio, magnésio e zinco. Por possuir essa gama de nutrientes, traz muitos benefícios a saúde e pode ser considerada um alimento funcional.

Este fungo pode auxiliar na redução do LDL (colesterol ruim) e, se associado a exercícios físicos também pode aumentar os níveis do colesterol bom (HDL). Por ser rico em cromo, nutriente que tem ação sobre a insulina no organismo, a levedura também ajuda no controle da diabetes ou até mesmo na prevenção desta doença crônica. Por conter antioxidantes, como o selênio, também ajuda no combate aos danos causados pelos radicais livres, além de fortalecer o sistema imunológico.

Rico em fibras, a levedura também promove um efeito laxativo, aumentando o volume e a viscosidade do bolo fecal. Por ter em maior quantidade fibras solúveis, ou seja, fibras que são solúveis em água, também há influência na atividade de enzimas digestivas, o que melhora a taxa de digestão e absorção dos nutrientes. Essas fibras também proporcionam um atraso no esvaziamento gástrico, promovendo o aumento da saciedade.

Além de todos estes benefícios a saúde que foram citados, o levedo também mantém os cabelos saudáveis, as unhas fortes e a pele limpa, ajudando a evitar acnes. Os sintomas da TPM também são aliviados, graças ao zinco e às vitaminas do complexo B. Enfim, o levedo também ajuda a converter o carboidrato em glicose para ser utilizado como fonte de energia pelo organismo.

Com tantos benefícios assim torna-se indiscutível o consumo do levedo de cerveja. Ele pode ser encontrado em flocos, pó ou em cápsulas, opção mais prática para quem tem um dia a dia mais corrido.

 

Laís S. Baduy

Você sabe o que é a Liofilização

Você já ouviu falar em liofilização de alimentos? Não!!!

A liofilização de alimentos é um processo de conservação, ou seja, é um processo de desidratação que é utilizado nas comidas dos astronautas, isso mesmo aquela comidinha que vai lá para o espaço.

Vamos entenda melhor este processo, o alimento é congelado a uma temperatura de -30°C e depois é submetido a uma pressão negativa que retira toda a água das células congeladas diretamente do estado sólido para o gasoso, preservando assim todos os nutrientes, sabor, cor e aroma.

Com a retirada total da água este alimento tem uma durabilidade muito maior mesmo quando conservado em temperatura ambiente, pois os microrganismos e as bactérias necessitam de água para sobreviver e se multiplicar.

O resultado é um produto leve e crocante, livre de umidade que pode ser facilmente reconstituído adicionando água. Produtos liofilizados têm baixo peso, pois a maioria dos alimentos possui mais de 80% de água, mas contém os mesmos nutrientes do alimento in natura.

Agora não tem mais desculpa para não se alimentar corretamente pois encontramos diversos produtos que são liofilizados e em embalagens praticas para consumir a qualquer hora e qualquer lugar.

Corra e experimente essas delicias tenho certeza que você se sentira no espaço.

 

Mariana Buriolla – CRN 5220

Nutricionista

Alimentos e nutrientes termogênicos

Como já foi esclarecido no texto anterior, termogênese refere-se à produção de calor e controle deste processo. Quando produzimos mais energia/calor, nós queimamos calorias adicionais. Partindo deste princípio, a termogênese é subdividida em termogênese induzida pela dieta e termogênese facultativa. O efeito térmico dos alimentos, também conhecido como termogênese induzida pela dieta, é a energia gasta para que alimentos ou bebidas consumidas possam ser processados e digeridos pelo organismo.

 

A termogênese induzida pela dieta representa cerca de 10% do gasto energético diário total (RUDDICK-COLLINS et al., 2013). Já a termogênese facultativa possui relação com a prática de atividades físicas e mudanças de temperatura externa que culminam em maior produção ou perda de calor, por exemplo, ‘’ o friozinho ao sair de uma piscina’’. Considerando esses aspectos, esse texto buscou apresentar e esclarecer quais alimentos e nutrientes possuem propriedades termogênicas, além de apresentar alguns elementos que podem influenciar o respectivo processo, como diferentes composições e combinações nutricionais, tendo como objetivo primário fundamentar o leitor sobre o que pode lhe auxiliar na queima de gordura.

Existem vários alimentos com efeitos termogênicos. Dentre os mais populares e de maior acessibilidade, levando em consideração nossa cultura e a disponibilidade dos mesmos no país, temos a pimenta doce, gengibre, vegetais fibrosos (brócolis, acelga, couve), café, guaraná, chá verde, gorduras vegetais (em especial a de coco), cacau, canela, clanberry e café verde.  Todos possuem propriedades termogênicas, anti-oxidativas, anti-inflamatórias e podem ter estas ações intensificadas através da combinação nutricional, como por exemplo a canela com o café, café com óleo de coco ou um mix de vegetais, tais como brócolis, pimenta e gengibre temperados com óleo de linhaça. O fato é que cada nutriente possui sua especificidade em relação a sua composição e, consequentemente, seu efeito. É importante ressaltar que a composição e a ação podem ser alteradas de acordo com a forma de preparo, sendo recomendado o consumo cru ou o cozimento vaporizado. Também existem recursos como os suplementos termogênicos, que contém em suas fórmulas uma ou mais substâncias que auxiliam neste processo. No próximo post, discutiremos sobre uma sub-categoria de nutrientes que auxiliam de forma significante na eliminação da gordura corporal.

O verão vem chegando e você: Tem gostado do que vê no espelho?

Que tal já começar a se preparar, reorganizar sua rotina de treinos e, principalmente, de dieta? Com foco em te informar e, quem sabe, de ajudar você na busca dos seus objetivos, nas próximas postagens vamos abordar as características de importantes nutrientes com propriedades termogênicas e que ajudam na queima de gordura corporal.

 

TERMOGÊNICOS:

Termogênese literalmente refere-se à produção de calor e controle deste processo. Quando produzimos mais energia / calor, nós queimamos calorias adicionais. Qualquer substância que estimule a taxa metabólica de repouso, aumente indiretamente a perda de calor para o ambiente externo e, tem como produto final um maior consumo calórico é chamada de agente termogênico.

“O balanço energético, caracterizado pelo equilíbrio entre o gasto energético e a ingestão calórica, tem um importante papel no controle do peso e da reserva de gordura corporal (HERMANA, H; 2007)”. Para entender como este balanço é perdido, é necessário investigar a ingestão, oxidação, termogênese e estocagem dos macronutrientes, com ênfase na gordura, armazenada principalmente após as refeições.

Partindo deste princípio, aumentar a capacidade termogênica logo após a refeição, de forma segura e controlada, tem sido um mecanismo muito efetivo para a perda de peso e melhora do perfil lipídico.

Da mesma forma, o uso de substâncias ou nutrientes termogênicos, antes e/ou durante o treino, principalmente os de intensidade moderada, no qual o consumo lipídico é proporcionalmente maior depois de determinado tempo, tem desencadeado maior ‘’queima’’ de gordura, garantindo simultaneamente melhoras fisiológicas e estéticas.

É fundamental considerar que embora alguns alimentos contenham substâncias com propriedades termogênicas, as concentrações destes nutrientes acabam não sendo tão significantes ao ponto de desencadearem a queima de gordura. Entram então, em cena, os suplementos termogênicos. Produzidos a partir de alimentos e tendo seu consumo considerado seguro pelo Ministério da Saúde, estes Suplementos propiciam maior energia e desempenho garantindo assim maior queima de gorduras sem oferecer riscos a sua saúde.

Acompanhe as próximas postagens. Vamos nos aprofundar neste tema que interessa a todos que buscam melhor forma física e qualidade de vida.

Os melhores suplementos para auxiliarem seu desempenho, você encontra aqui!

Uma potente Vitamina: B12

Também conhecida como Cianocobalamina, é uma vitamina Hidrossolúvel, encontrada em praticamente todos os tecidos animais e armazenada dentro do fígado de nós seres humanos.  Sua fonte natural de vitamina B12 na dieta humana restringe-se a alimentos de origem animal. É extremamente importante o consumo desta vitamina já que diversos processos estão correlacionados com ela. Países mais pobres percebe-se a real deficiência de vitamina B12 por parte da população, por inúmeros fatores, principalmente pelo IDH de cada local e mesmo por motivos éticos e religiosos.

No inicio de 1920, Minot e Murphy, demonstraram ser capazes de curar a anemia perniciosa que afetava uma grande parcela da população, doença anteriormente incurável, adotando uma dieta a base de fígado. O não consumo de alimentos de base animal ou fatores intrínsecos que impossibilitem a absorção de vitamina B12 podem influenciar no estoque endógeno desta vitamina extremamente importante em nosso organismo.

A deficiência desta Vitamina por durante um certo tempo pode levar a problemas irreversíveis, ligados a função neurológica, cardíaca e hematológicas, podendo comprometer todo funcionamento normal do organismo humano. Em gestantes esta deficiência aumenta significantemente as chances do feto nascer com problemas neurológicos, má formação e demais problemas.

Hoje em dia, diversos suplementos alimentares auxiliam a população consumirem pelo menos a recomendação diária de Cianocobalamina (Vitamina B12). Pacientes que são considerados “Vegans” principalmente, possuem certa carência desta vitamina por não consumirem as principais fontes, sendo muitas vezes, necessário a suplementação. Existem produtos Veganos no mercado capazes de fornecer a recomendação básica de Vitamina B12, um exemplo disso é a linha REACTION VEGAN, voltada para pessoas veganas, porém adicionada a sua composição Vitamina B12, que em muitos casos tais pacientes possuem esse déficit dessa vitamina.

 

Felipe Ongaratto – Nutricionista

CRN8 9505