Arquivo da tag: carboidratos

Levedo de cerveja: o que é e quais os benefícios para a saúde?

As leveduras são fungos que se desenvolvem na fermentação alcoólica. Elas são utilizadas há muitos anos em vários processos industriais alimentícios como fermento biológico, um deles é no processo da fermentação da cerveja. A palavra levedura tem origem no termo latim levare que significa “crescer” ou “fazer crescer”.

A levedura apresenta alto teor proteico, o que a torna uma boa opção de fonte de proteína para vegetarianos.  Ela é rico em vitaminas B1, B2, B6, ácido pantotênico, niacina, ácido fólico e biotina, também é rico em fibras, em minerais como selênio, cromo, fósforo, ferro, cálcio, potássio, magnésio e zinco. Por possuir essa gama de nutrientes, traz muitos benefícios a saúde e pode ser considerada um alimento funcional.

Este fungo pode auxiliar na redução do LDL (colesterol ruim) e, se associado a exercícios físicos também pode aumentar os níveis do colesterol bom (HDL). Por ser rico em cromo, nutriente que tem ação sobre a insulina no organismo, a levedura também ajuda no controle da diabetes ou até mesmo na prevenção desta doença crônica. Por conter antioxidantes, como o selênio, também ajuda no combate aos danos causados pelos radicais livres, além de fortalecer o sistema imunológico.

Rico em fibras, a levedura também promove um efeito laxativo, aumentando o volume e a viscosidade do bolo fecal. Por ter em maior quantidade fibras solúveis, ou seja, fibras que são solúveis em água, também há influência na atividade de enzimas digestivas, o que melhora a taxa de digestão e absorção dos nutrientes. Essas fibras também proporcionam um atraso no esvaziamento gástrico, promovendo o aumento da saciedade.

Além de todos estes benefícios a saúde que foram citados, o levedo também mantém os cabelos saudáveis, as unhas fortes e a pele limpa, ajudando a evitar acnes. Os sintomas da TPM também são aliviados, graças ao zinco e às vitaminas do complexo B. Enfim, o levedo também ajuda a converter o carboidrato em glicose para ser utilizado como fonte de energia pelo organismo.

Com tantos benefícios assim torna-se indiscutível o consumo do levedo de cerveja. Ele pode ser encontrado em flocos, pó ou em cápsulas, opção mais prática para quem tem um dia a dia mais corrido.

 

Laís S. Baduy

A ação do Cromo e seus benefícios!

Se você procura acelerar o metabolismo de maneira prática e totalmente segura, o cromo é um mineral essencial que pode auxiliar neste processo. Conheça um pouco mais sobre a ação do cromo e seus benefícios.

O Cromo participa ativamente do metabolismo de carboidratos, atuando simultaneamente com a insulina, melhorando a tolerância à glicose por sensibilizar a liberação do respectivo hormônio (MERTZ W. 1969).

Por sensibilizar à insulina, o cromo pode influenciar também no metabolismo proteico, promovendo maior estímulo da captação de aminoácidos e, consequentemente, aumentando a síntese proteica (CLARKSON PM, 1997). Existem, ainda, algumas evidências sobre a função do cromo no metabolismo dos lipídios (gorduras), auxiliando no controle dos colesteróis resultando em consequente equilíbrio plasmático dos mesmos (GRANT K.E ET Al; 1997).

A capacidade do cromo de sensibilizar a liberação de insulina pode auxiliar na reversibilidade ou na minimização da colateralidade de doenças crônico-degenerativas, tais como diabetes (I e II) e síndromes metabólicas. Pode auxiliar também no processo de emagrecimento, pois, sua capacidade em auxiliar o controle glicêmico estimulando a liberação de insulina faz com que a sensação de saciedade seja mais prolongada, principalmente pela liberação de leptina, hormônio que inibe o apetite (NEGRÃO AB,2000). O cromo pode influenciar também na diminuição da compulsividade por doces, ou seja, pra quem sofre com ansiedade e vê no consumo de açúcar a rota de fuga para diminuir o processo, pode utiliza-lo como um importante aliado.  A publicação recente das novas ingestões dietéticas de referência (DRI) trouxe um valor de ingestão adequada para este mineral correspondente a 25 e 35µg/ dia para mulheres e homens adultos, respectivamente.

É importante lembrar que por menor que sejam os riscos, o consumo deve ser sempre produto da orientação e prescrição de profissionais capacitados, até mesmo para garantir a integridade da suplementação, seja nos aspectos clínicos ou voltados ao rendimento atlético.

As Cápsulas do Picolinato de Cromo de diversas marcas e dosagens, você encontra aqui!

Suplementos de carboidratos

Banner 02Os carboidratos são macronutrientes formados basicamente por carbono, oxigênio e hidrogênio e são as principais fontes de energia para o organismo. Engana-se quem o considera um vilão, já que sem ele as funções corporais ficam comprometidas, especialmente durante o exercício físico. Sem os estoques de carboidratos, o praticante de exercício tem o desempenho diminuído, aumento da fadiga e da percepção de esforço.

Os carboidratos podem ser classificados em monossacarídeos, dissacarídeos e polissacarídeos, de acordo com o número e arranjo de moléculas.

Os monossacarídeos constituem as menores estruturas dentre os carboidratos e, por isso, são as formas que o corpo consegue absorver este nutriente. São monossacarídeos a glicose, frutose e galactose. Os dissacarídeos são formados por duas moléculas e compreendem a sacarose (glicose e frutose), lactose (glicose e galactose) e maltose (duas moléculas de glicose). Já os oligo e polissacarídeos são grandes estruturas (como o amido e fibras) formadas por grande quantidade e diversos arranjos de glicose.

Durante o exercício, os carboidratos fornecem energia, melhoram a absorção e poupa as proteínas de serem utilizadas como substrato energético, reduzem fadiga e melhoram desempenho.

Atualmente, há diversos tipos de suplementos a base de carboidratos para o praticante de exercício. Dentre os mais utilizados estão a dextrose e a maltodextrina, sendo o primeiro um açúcar simples de muito rápida absorção e o segundo um derivado do amido, formado por carboidrato simples e complexo, sendo mais indicado no pré-treino.

Contudo, o índice glicêmico dos alimentos (e suplementos) tem sido amplamente discutido. O índice glicêmico refere-se à capacidade do carboidrato em elevar a glicemia e, consequentemente, a insulina. Carboidratos com índice glicêmico elevado estimulam grande secreção de insulina que, a longo prazo, pode desencadear resistência à insulina e ganho de gordura corporal.

Com isso, o desenvolvimento de suplementos de carboidratos de baixo índice glicêmico como o Waxy Maize e a Palatinose são boas opções para a utilização antes ou durante os exercícios, de forma a ofertar energia constante.

O Waxy Maize é um suplemento elaborado com amido ceroso, que contém 70% de amilopectina e 30% de amilose, sendo de fácil digestão. Tem sido utilizado tanto como em suplementos de proteínas como isolado.

A palatinose (ou isomaltulose) é o fruto de uma nova tecnologia. É formada a partir da transformação da molécula de sacarose promovida por meio de uma bactéria: Ocorre um rearranjo enzimático das ligações 1,2-alfa com a 1,6-alfa que combina a molécula de glicose com a de frutose. Esse rearranjo da molécula de sacarose diminui o índice glicêmico do carboidrato.

Dentre os benefícios desses suplementos de carboidratos são a facilidade da digestão e o fato de ofertar liberação gradativa e evita picos de insulina.

Portanto, os carboidratos devem ser ingeridos dentro de suas recomendações para poder exercer sua função primordial. Os suplementos de baixo índice glicêmico, como waxy maize e palatinose podem ser utilizados de forma a complementar a alimentação, melhorar o treino, evitar a fadiga e picos glicêmicos e insulinêmicos.

ALIMENTAÇÃO IDEAL PARA O EXERCÍCIO

Antes da Atividade Física

ALIMENTAÇÃO IDEAL PARA O EXERCÍCIO:

A alimentação antes do exercício pode ser fundamental para determinar o desempenho. A refeição pré atividade física tem basicamente a função de evitar a hipoglicemia (queda de açúcar no sangue), diminuir a fome e servir como fonte de energia para os músculos.

 

Deve-se Levar em Conta

 

  • Padrão da dieta geral e os alimentos normalmente ingeridos;
  • Horários das refeições;
  • Componentes específicos dessas refeições;
  • Fluidos,  hidratação e
  • Alimentos que devem ser evitados.

 

Dicas

 

  • Consumir carboidratos de moderado a baixo nível glicêmico uma hora antes do exercício. Se pular o café da manhã ou almoço e não teve como se alimentar antes do treino, até 10 minutos do exercício pode ingerir um carboidrato de alto índice glicêmico, pois a insulina não aumenta demasiadamente nesse período de tempo;
  • Alimentos ricos em gorduras devem ser evitados pois dificultam a digestão;
  • Se consumir alimentos protéicos antes do exercício escolha os que tem baixo teor de gordura e associe a um carboidrato (alimento ou suplemento);
  • Não permanecer em jejum antes da competição;
  • A correta hidratação é a defesa mais eficaz contra o estresse térmico;
  • Bebidas isotônicas são muito benéficas em atividades físicas de longa duração;
  • Dispense doces em geral e chocolates e prefira pães, batatas, frutas, ou mesmo bebidas energéticas enriquecidas com algumas vitaminas.
  • Alimentos ricos em gorduras e proteínas devem ser evitados antes do treino ou competição, pois esses alimentos são ingeridos lentamente e permanecem no trato digestivo por um período maior que os alimentos que contem quantidades semelhantes de energia na forma de carboidratos. Evite portanto carnes gordas, presunto, leite integral e queijos amarelos.

 

Após a Atividade Física

Para processo de recuperação:

 

  • Carboidratos de alto índice glicêmico (para reposição rápida do glicogênio);
  • Proteínas, de preferência com quantidades mínimas de gordura. Uma boa opção são os shakes protéicos ou aminoácidos;
  • A proteína ingerida junto com o carboidrato é uma combinação excelente. Existem alguns suplementos que têm essa combinação.

A Importância dos Carboidratos

Os carboidratos são a nossa principal fonte de energia a qual fornecem o combustível ideal (glicose) para o seu corpo funcionar de forma otimizada, bem como muitas vitaminas e minerais essenciais. Eles também são uma forma de energia utilizada pelo nosso cérebro.

Carboidratos Simples

CARBO SIMPLES

São digeridos rapidamente pelo organismo, sendo assim o efeito de certa forma, se torna negativo. Os carboidratos simples estão nos doces, no leite, nas frutas, tem um maior teor de glicose, e por isso, são digeridos mais rápido.Ou seja, depois de saborear um alimento que contenha carboidrato simples, você rapidamente sentirá fome de novo. Como as frutas também são ricas em vitaminas, fibras e sais minerais, elas se tornam a melhor opção para ter essa variação do nutriente.
Esse tipo de carboidrato, são quebrados facilmente pelo nosso sistema digestivo e a energia fornecida é imediata. Ele libera a insulina prevenindo que o corpo utilize a gordura armazenada por causa do excesso de açúcar presente no sangue, sendo assim, dificulta a perca do peso.

Carboidratos Complexos

CARBO COMPLEXO

Os carboidratos complexos fornecem energia a longo prazo e ajudam a impulsionar o seu metabolismo. Como seu metabolismo acelera, seu corpo queima calorias com mais eficiência e isso pode fazer você ficar com fome entre as refeições. Isso é muitas vezes confundida com a compulsão por carboidratos. Os Carboidratos Complexos digeridos lentamente, portanto evita a queda dos níveis glicêmicos.
Eles estão no arroz, feijão, aveia, batata (preferível batata-doce), milho, cereais, pão…etc e são ainda mais eficientes quando obtidos por alimentos integrais. Mas não exagere ! Não podemos ultrapassar de 60% no consumo dos carbos complexos. Eles são uma ótima fonte de minerais, fibras e vitaminas.

Produtos com fonte de energia que você pode encontrar em suplementos alimentares:

 

Fonte: Muscle Massa.

Por: Ingrid Gajiatti